Google+

«

»

Recebendo a graça dos dons espirituais

Vida espiritual: Recebendo a graça dos dons espirituais

dosn espirituaisAceitei a Jesus aos treze anos e nesse tempo buscava ao Senhor pedindo que me desse uma direção do que Ele queria que eu fizesse em Sua casa. Fiz parte do grupo da mocidade do ministério que congregava, ensaiávamos louvores e cantávamos durante o culto. Até que um dia eu me peguei admirando o jeito que a missionária da igreja pregava, eu pensava:”Como eu queria pregar como ela”, mas, ao mesmo tempo, em meu pensamento acreditava que isso nunca iria acontecer porque eu era uma pessoa muito tímida e louvar com a mocidade já era difícil pra mim, imagine pregar. Quando eu já estava com 15 anos o Senhor usou essa mesma irmã pra dizer que Deus ia me usar na palavra e que era pra eu me preparar.

Alguns meses depois vencendo o medo e a timidez, preguei pela primeira vez e me lembro como se fosse ontem, foi sobre “ A morte de Lázaro “, que se encontra no Evangelho de  João capítulo onze.

Uma das coisas que mais me marcou nesse dia foi que no meio da mocidade havia uma moça que estava grávida, mas ninguém sabia, nem a mãe dela e em seu coração ela já pensava em abortar aquele bebê e o Senhor naquela noite me usou para revelar a sua vida e a impediu de fazer isso. Naquele momento eu tive a certeza que estava no centro da vontade de Deus pra minha vida  e assim como pregar, Deus me concedeu a graça dos dons espirituais que eu admirava e orava buscando cada um deles: dom de profecia , de revelação, de línguas.

Deus passou a me levar a outros lugares, outras congregações, fiquei um pouco assustada com a proporção que aquilo estava tomando e comecei a negar convites, mas como Deus é sempre fiel e sabia do meu amor por louvar, fui levada a me dedicar somente ao louvor . Até que a igreja, na qual congregava, resolveu abrir uma filial e precisava de uma equipe para começar os trabalhos por lá e eu fui com essa equipe para ajudar no louvor . No começo foi muito difícil , tínhamos somente uma caixinha de som , um microfone e a harpa. Quem fazia o louvor era  a esposa do nosso líder e eu, todos os cultos louvávamos só com a harpa e o nosso único e principal instrumento eram as nossas cordas vocais.

Através de jejuns e orações clamávamos a Deus para dar crescimento aquele lugar. Deus foi nos abençoando até que aquele primeiro salão ficou pequeno e tivemos que mudar para um outro maior, nessa época Deus já havia enviado um guitarrista e aos poucos foi surgindo o grupo de louvor onde eu me tornei a líder. Me lembro de um dia em que o momento em que nós louvávamos o poder de Deus na igreja foi tão grande que todos ficaram de joelhos adorando a Deus, inclusive nós, que fazíamos parte do grupo de louvor. Foi uma das experiências mais marcantes na vida, aquela visão da igreja toda louvando e sentindo a presença de Deus foi linda e inesquecível.

É um prazer indescritível quando somos usados por Deus através dos dons espirituais. Uma experiência que levamos conosco por toda vida. Deus fez por mim e pode fazer por você também.

“Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons dispenseiros da multiforme graça de Deus”. I Pedro 4:10.

 

Sobre a autora:
Patrícia Ferreira é evangélica, levita e evangelista na casa do Senhor. É uma das idealizadoras do site o Relacionamento Cristão que tem o intuito de compartilhar a bíblia e testemunhos de cristãos de diversos ministérios e faz parte do ministério Bola de Neve.

 

 

1 menção

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>