Google+

«

»

O poder de uma mãe que ora

o poder de uma mãe que oraDescobri o que é o poder de uma mãe que ora logo no princípio da minha gravidez,  pois tive uma gestação muito difícil, onde o  Senhor o tempo todo dizia que estava livrando o nosso filho da morte. Deus me dava sonhos mostrando os livramentos e usava irmãos da igreja em revelações de livramentos. Quando chegou a época do nosso filho nascer eu não sentia contrações o suficiente para o parto normal e em um exame de rotina o médico que me examinou disse que já tinha se passado o tempo do bebê nascer e ainda me falou:

“Mãe você está entre o péssimo e o ruim, você decide, fica e nós vamos induzir esse nascimento ou vai pra casa com o risco de vida tanto sua como para o bebê”. Eu  decidi ficar e já na sala do pré- parto,  depois de me colocarem o soro, o médico apareceu para ouvir os batimentos do meu filho e para nossa surpresa as batidas eram muito, muito lentas. Foi quando aos berros ele chamou a enfermeira dizendo: Eu estou perdendo um bebê aqui, alguém troca a medicação dessa mãe!!

Mas nenhuma enfermeira apareceu e ele mesmo começou a trocar a minha medicação. Eu olhei para ele e disse: Doutor, Deus me prometeu um filho e ele não vai permitir que meu bebê morra. E comecei a orar em pensamento repreendendo todo o mal. Depois ele saiu dizendo que ia preparar a sala de cirurgia. Minutos depois ouvi uma discussão no corredor e  de repente entrou um outro médico, muito nervoso,  pergunta quem era a mãe que estava perdendo o bebê? Antes que eu respondesse uma enfermeira o pegou pelo braço e o levou para fora da sala. Ele estava aborrecido porque já pretendia usar a  sala de cirurgia que já estava preparada para sua paciente. Logo depois o meu médico voltou e disse: Eu mesmo vou levar você para a sala de cirurgia agora.

Quando chegamos na sala de cirurgia, a paciente do “doutor aborrecido” já estava do lado de fora,  e eu entrei . O doutor me olhou e disse: Pede pra esse Jesus salvar teu filho. E eu respondi: Jesus me prometeu um filho doutor e nada de mal vai acontecer com ele, porque eu creio.

Em cinco minutos meu bebê nasceu, lembro-me até hoje do barulho de um aparelho que eles usaram para fazer o bebê chorar, foram três tentativas, sendo que na terceira ele deu aquele berro que segundo a vovó e a bisavó dele, dava para escutar no corredor do hospital. (risos)

E para honra e glória do Senhor, depois de muita luta e pelo poder da oração de uma mãe aos pés de Jesus, meu bebê nasceu perfeito. Este é o verdadeiro poder de uma mãe que ora.

O nome dele? …  Davi, o nosso amado, guerreiro desde o nascimento, uma promessa e um presente de Deus pra nossas vidas.

Testemunho evangélico de:

Patrícia Ferreira. Patrícia é evangélica, pertence ao ministério Bola de Neve e é mãe do Davi, que hoje tem 9 anos e é uma criança perfeitamente saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>