Google+

«

»

Casamento blindado contra as crises, como manter?

Como manter seu casamento blindado contra as crises?

No post casamento cristão em crise listamos diversos princípios separados em vários pontos que servem como guia para manter seu casamento saudável e feliz. Neste post vamos falar sobre como manter seu casamento blindado contra as crises, partindo desses mesmos princípios listados, mas tomando atitudes que não servirão somente para uma situação específica de crise, mas que devem ser tomadas no nosso dia a dia, devem fazer parte da nossa rotina para que mesmo que a crise apareça você saiba direitinho como lidar com ela para que esta não seja pedra de tropeço em seu relacionamento.

 

 

 

casamento blindado contra as crises

casamento blindado

Lembrar-se diariamente daquilo que Deus nos orienta, nos ensina e praticar esses princípios é o que nos torna diferentes do padrão do mundo, pois não somosguiados por aquilo que o mundo impõe, não nos permitirmos guiar por  pessoas que não são bons exemplos de felicidade no casamento, como tantos que vemos por aí que descartam o casamento como se nada fosse, casam-se diversas vezes em busca de uma felicidade que só pode ser encontrada quando permitimos que Deus dirija o relacionamento conjugal. Esta é a primeira atitude que um casal deve tomar para manter o seu casamento blindado contra as crises, permitir que Deus o dirija e seja o centro do relacionamento.

Todo casamento precisa de auxílio em diversos momentos e usar as atitudes certas em situações que podem desencadear uma crise, é fundamental. Não pretendemos aqui desenvolver um manual para manter seu casamento blindado contra as crises, mas apenas lembrá-lo daquilo que o nosso Deus deixou determinado para as nossas vidas e para os nossos relacionamentos, sobretudo para o casamento. 

Como manter seu casamento blindado contra as crises?

Estabelecendo prioridades

Seu cônjuge é a sua prioridade, antes mesmo dos seus filhos, demonstre isso não somente em palavras, mas principalmente em atitudes, mostre que ele é a pessoa mais importante da sua vida, como? Exercendo os princípios práticos do amor  e não se deixando levar pela ira em momentos de discussão, inicie as conversas sempre de maneira calma, pois conversas inciadas em tons agressivos certamente se tornarão uma briga. Um casal precisa resolver seus problemas com calma, paciência e sem deixar para depois, pois uma ferida aberta só tende a piorar com o passar do tempo e quando a ira é mal resolvida você está dando lugar ao diabo. Efésios 4: 26,27.

O amor não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal. 1 Coríntios 13:5

Veja o post: Briga de casal, quando as personalidades entram em conflito

Mantenha o respeito

Um casamento blindado contra as crises mantém o respeito. Faltar com o respeito pode causar mágoas profundas, expor falhas e fraquezas do seu cônjuge para as outras pessoas pode causar muitos danos ao relacionamento, mesmo que seu cônjuge esteja errado, procure apoiá-lo para que ele acerte da próxima vez e jamais o exponha. Evite também os ataques pessoais, as acusações, principalmente em momentos de ira, seu cônjuge não é seu inimigo.

Não esquecer o romance, a atenção e a fidelidade

Não deixe que a rotina diária roube o tempo do casal, um casal precisa ter um tempo somente para ele, nem que seja os últimos momentos da noite, antes de vocês dormirem, por isso, jamais durmam brigados. Os momentos que antecedem este tempo são fundamentais, pois eles é que determinarão como será a noite do casal, então, tenham bons momentos.

Outro item fundamental é a atenção, cuidado com a indiferença no casamento. Muitas vezes, com o passar do tempo permitimos que a indiferença tome o lugar do romance, da atenção no casamento, o que em determinados casos pode levar até a uma infidelidade conjugal, por isso mantenha a chama acesa, demonstra cuidado e consideração pelo seu marido ou esposa, seja fiel. Quando a confiança se perde é possível reconstruí-la, mas para isso é preciso que ambos estejam dispostos a reconstruir juntos e a serem transparentes um com o outro. É sempre possível reverter uma situação por pior que ela esteja, para isso basta que o casal deseje. Preocupe-se em saber o que o seu cônjuge precisa de você e o faça em amor, esteja presente sempre que seu cônjuge precisar de você, tire o fardo dos ombros dele e acumule momentos de felicidade e prazer em seu casamento, preencha constantemente o arquivo das boas recordações.

Aprender a concordar – A comunicação é essencial

Aprender a concordar significa sobretudo abrir mão da sua própria vontade em favor do seu cônjuge, em um primeiro momento pode parecer algo extremamente difícil, mas quando se ama, isso se torna uma troca saudável, pois ceder em amor não significa ser capacho de ninguém, mas sim mostrar-se disposto a sacrificar a si próprio em nome de um bem maior, assim como Cristo foi com a igreja.

Veja o post: Casamento em crise: o que fazer?

A comunicação é essencial, pois não importa  somente o que se fala, mas também como se fala e isso inclui o nosso corpo, muitas vezes dizemos algo com a boca e negamos com a nossa expressão corporal e desta forma anulamos o que estamos dizendo, mantenha a expressão corporal receptiva para que assim tenham uma boa comunicação.

Veja o post: Linguagem Corporal, o nosso corpo fala

Ter paciência com as fraquezas – Não torne seu cônjuge seu inimigo (pirraças)

Cheguem a um acordo sempre e cumpram com aquilo que foi acordado. Se na última discussão vocês chegaram a um acordo sobre o que precisa ser feito, não espere pelo outro, faça a sua parte e deixe que seu cônjuge cumpra com a dele, quando um espera pelo outro ninguém faz nada, defina qual será o papel de cada um, quais serão seus afazeres e  tome muito cuidado com as cobranças e a impaciência, fazer pirracinhas porque você acha que seu cônjuge não faz o que você julga correto só piora a situação, sejam parceiros e tenha paciência com as fraquezas. Vocês nunca terão uma boa conversa se insistirem em tocar em feridas ou fazer pirraças quando os ânimos estiverem alterados. Parem! Respirem fundo e se preciso for concordem em voltar a conversar quando estiverem mais calmos, mas não deixem para lá, voltem a conversar de forma branda e resolvam a questão o quanto antes. Não se esqueça que o seu inimigo é o seu problema e não o seu cônjuge.

Esquecer o orgulho e aprender a perdoar (tocar na ferida)

Quando uma ferida está cicatrizando a pior coisa que você pode fazer é cutucá-la novamente, pois assim ela voltará a sangrar e o processo de cicatrização demorará ainda mais, quem perdoa não fica remoendo problema e voltando em situações que já deveriam ter sido ultrapassadas, perdoe de verdade e não deixe que o orgulho domine os seus sentimentos. O orgulho é um grande entrave entre os casais, por orgulho não perdoamos, por orgulho não damos razão ao outro, por orgulho deixamos de viver bons momentos, por orgulho deixamos de ser felizes. Afinal, para você o que é mais importante, ter razão ou ser feliz?

Veja o post: Pedido de perdão

Ter disposição para o sacrifício

Sacrifício no casamento? Que horror!! É assim que nos sentimos ao pensar em fazer qualquer sacrifício pelo casamento não é mesmo? Mas pense bem, você se sacrifica pelo seu trabalho, pelos seus filhos, muitas vezes até pelo seu ministério, então porque parece tão horrível quando falamos em sacrifício pelo casamento? Porque quando se trata do nosso matrimônio tomamos uma postura de quem só quer receber, como se o nosso cônjuge fosse o único responsável pela nossa felicidade e não enxergamos o quanto podemos ser felizes fazendo o outro feliz, quando este é o nosso foco o sacrifício deixa de ser algo pesado para se tornar algo prazeroso em nossas vidas, abrimos mão de determinadas coisas pelo outro simplesmente porque ver o nosso marido ou esposa feliz é mais importante que um jogo de futebol, ou um sapato novo.

Ter a presença de Jesus no casamento

Aquilo que você não pode mudar no seu casamento e no seu cônjuge Deus pode, por isso para manter seu casamento blindado contra as crises, ter a presença de Jesus no centro dele é essencial. Pare de direcionar todas as reclamações ao seu cônjuge e comece a orar de verdade, jogue as suas frustrações em Deus e não no seu marido ou esposa.

 

Talvez você possa pensar que tomar essas atitudes para manter seu casamento blindado contra as crises não evitará novos problemas, pois todos somos falhos e muitos problemas independem da nossa vontade ou da nossa postura, pois bem, isso é verdade os problemas podem ser inevitáveis, mas a forma de lidar com eles é você quem vai decidir, então é possível sim evitar novas crises, como?

Investindo para manter seu casamento blindado contra as crises : Invista em seu casamento invista tempo, disposição, paciência, amor e tudo que puder, este é o melhor investimento que você pode fazer, pois estará investindo na sua própria felicidade. Casamento é viver para agradar ao outro, para fazer a outra pessoa feliz e assim ser feliz.

 

 

3 comentários

3 menções

  1. Alex Silva

    muito bomm seu post me ajudou muito pois estou começando um relacionamento cristão e ja percebi muita atitudes na minha noiva q ñ me agradam … mas agora aprendi q as vezes eu querer falar tudo oq eu acho certo ou errado só vai piorar as coisas,,,, tenho q ajoelhar e orar em verdade para o meu Deus…

  2. Fábio

    vc pode me enviar esse estudo por favor!

  3. Marbene Pereira da Silva

    Boa Noite.

    Gostei muito do texto muito esclarecedor para nós mulheres, mas, o que vocês me indicam para os homens
    pois sabemos por antemão que é muito difícil para eles lerem tal texto principalmente quando se trata de casamento eles se acham no direito de não dar o braço a torcer,pois, já fiz de um tudo para dar certo só não estou com a menor paciência de continuar procurando ninguém.
    Se for possivel me responda.

    1. Paula Caruza

      Olá, temos estudos voltados para homens aqui no site tb, mas saiba que o que faz a maior diferença para eles é a mudança de atitude de nós mulheres, quando agimos de forma diferente temos muito mais resultado do que apenas falando. Pode até parecer injusto, mas veja nossos estudos sobre Mulher Cristã e você entenderá melhor como Deus pode agir nesta situação. Deus te abençoe

  1. Casamento cristão em crise - O Relacionamento Cristão

    […] Não esquecer o romance e a fidelidade […]

  2. Crise no casamento: Quem tem que mudar? - O Relacionamento Cristão

    […] Casamento blindado contra as crises: como manter? […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>